Audiovisual

Vir-a-Vila se iniciou como um projeto de comunicação da UFRN. Desde então, oficinas de fotografias, bem como audiovisual são ofertadas na comunidade. Nos últimos anos temos produzido documentários levando em consideração a importância de registrar a memória do nosso povo e divulgá-la.

Destacamos a produção do documentário “Não estamos à venda” que já tem mais de 3 mil visualizações, foi selecionado para participar da I Mostra antropológica de filmes latinoamericanos e premiado pela Fundação José Augusto e Governo do Estado do RN através da Lei Aldir Blanc pelo protagonismo cultural.

Durante a pandemia também produzimos o curta “A rua é nossa”. E, atualmente, estamos trabalhando na produção de um curta metragem denominado “Curta os Congos” que busca trazer a história de formação histórico cultural da vila de Ponta Negra com patrocínio da Funcarte e da Prefeitura do Natal através da Lei Aldir Blanc.

Filmes

“Curta os Congos”

A VILA DE PONTA NEGRA é a área mais antiga do bairro, não se sabe ao certo quando foi fundada, mas as famílias mais antigas do bairro recontam aproximadamente 300 anos de existência. Viviam num território comunal e a agricultura e a pesca eram as principais atividades econômicas. A comunidade tem fortes traços da cultura afro-brasileira, as famílias mais antigas eram negras, uma especificamente, da região do Congo (África). Há diversos grupos culturais no território que têm sua origem afro-brasileira, bem como: Congo de Calçolas, Coco de Roda, Capoeira, terreiros religiosos. Pesquisa realizada pelo antropólogo Geraldo Barbosa de Oliveira fortalece a hipótese de Mestre Pedro Correira, que a Vila teria surgido de um Quilombo.

Nós, contamos esta história! #curtaoscongos

“Não estamos à Venda”

Este documentário conta a história da Vila de Ponta Negra, nele ecoam as vozes das famílias mais antigas do bairro e das lideranças locais que têm sofrido um processo de expropriação permanente. 

“A Rua é nossa”

Este curta fala sobre a privatização  de uma via de acesso pública para a praia de Ponta Negra, Natal-RN que foi cedida ilegalmente pela prefeitura  do Natal. Vários segmentos da população foram afetados e alguns deles falam nesse vídeo. São moradores, nadadores, ambulantes, representantes de movimentos sociais,  dentre outros, que pedem JUSTIÇA! Que a justiça reabra a rua. O acesso ainda hoje está sendo feito  por meio de uma escadaria com pouco mais de um metro de largura, sem acessibilidade e muitos problemas.

Resultado Oficinas

Oficina Minidoc

Estudantes da turma 1º série B vespertino da Escola Estadual Prof. José Fernandes Machado, da Vila de Ponta Negra, Natal-RN produziram um minidocumentário resultado das oficinas.        

Exposição Fotográfica

Exposição fotográfica de alunos da Escola Estadual Prof. José Fernandes Machado, da Vila de Ponta Negra, Natal-RN.

Galeria

Skip to content